36 Vistas do Cristo Redentor por Ilustrador
O PROJETO

Há exatamente 172 anos, o pintor japonês, Katsushika Hokusai, conhecido por suas gravuras em madeira, realizou 36 Vistas do Monte Fuji.

Em 1902, Henri Rivière, amador de selos japoneses, descobriu a obra de Katsushika e decidiu desenhar Paris, tendo a Torre Eiffel, que ele viu construir, como fio condutor de sua obra. Rivière, ilustrador e gravador, que trabalhou no célebre cabaret artístico de Montmartre, Le Chat Noir, apresentou sua obra mostrando vistas da Torre Eiffel e paisagens de Paris com a torre como fundo de horizonte. A obra 36 Vistas da Torre Eiffel foi impressa em litografia e em cinco cores.

Um século depois, o ilustrador e desenhista de quadrinhos, André Juillard, teve contato com a obra de Henri Rivière por ocasião de uma exposição no Museu d’Orsay. A cidade de Paris tinha sofrido grandes transformações. A nova versão de 36 Vistas da Torre Eiffel foi lançada em 2002, a partir do olhar, desta vez, de um ilustrador.

36 Vistas do Cristo Redentor pretendem dar continuidade ao projeto nascido em 1832, realizando um livro e apresentando, sob diversos ângulos e perspectivas, o principal símbolo da cidade do Rio de Janeiro. O Cristo será visto a partir de situações inusitadas e de diversos bairros. Imagens diurnas e noturnas. Serão, como sugere o título do livro, 36 ilustrações tendo o Cristo Redentor como personagem principal ou compondo, como elemento discreto, porém essencial, uma cena urbana.

Patrocínio
ExxonMobil
Esso
Apoio
Ministério da Cultura
Lei de Incentivo à Cultura
Realização
Casa 21